Trabalho de lideranças em prol da BR-381 começa a dar resultado

Trabalho de lideranças em prol da BR-381 começa a dar resultado

Graças ao trabalho conjunto das lideranças da região, o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, cancelou o processo que previa a privatização da BR-381 Norte e a cobrança de pedágio na estrada antes da sua duplicação. A obra passa a ser de responsabilidade do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT), que já está concluindo o projeto definitivo de engenharia da obra.

O deputado José Santana já havia se reunido em Brasília com o vice-presidente da República e com o ministro dos Transportes para tratar do assunto, junto com o prefeito e presidente da AMEPI, Raimundo Nonato (Nozinho), o prefeito de Itabira João Izael e demais lideranças da região, como a presidente da Câmara Municipal de João Monlevade, Dorinha Machado e representantes de movimentos em prol da BR-381 e de comissões formadas por representantes de Nova União, Caeté, Itabira, entre outras cidades.

Na semana passada, o deputado José Santana foi pessoalmente a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, entregar ofício mostrando o inconveniente de privatizar a BR-381 Norte antes da sua duplicação.

A idéia da Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) era cobrar pedágio na situação atual da rodovia, antes mesmo das obras de duplicação. “Ou seja, você não oferece nenhuma melhoria para os usuários da estrada e ainda cobra pedágio. Isso é uma agressão aos motoristas”, afirma o deputado José Santana.

O parlamentar ressalta não ser contra a concessão da rodovia à iniciativa privada, desde que ela ocorra depois da duplicação.

Foi entregue a ministra Dilma um dossiê completo sobre a estrada, contendo: três pareceres que mostram a inviabilidade de privatizar a rodovia antes da sua duplicação, recortes dos desastres na estrada, além do CD do pré-projeto da obra de duplicação feito pelo DNIT.

Depois de analisar toda a documentação entregue pelo deputado José Santana, a ministra Dilma convenceu o presidente Lula autorizar o cancelamento do processo da ANTT.

O pré-projeto do DNIT é de 2007 e inclui, além da duplicação da BR-381 Norte, o novo anel rodoviário de BH, conhecido como “Rodoanel”, que vai de Betim até a 381, depois de Ravena.

A licitação do projeto definitivo de engenharia da obra já foi aberta e as empresas selecionadas estão atuando em dez lotes diferentes. A previsão é que o projeto esteja pronto até o início do segundo semestre deste ano.

Em seguida, o DNIT providenciará a licitação para realização das obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *